domingo, 19 de fevereiro de 2017

Liga NOS 16/17 - 22ª Jornada

Faltam 12 jornadas para o fim. Muito campeonato. Os três grandes, com maior ou menor dificuldade, venceram os seus jogos, ficando tudo na mesma. Na fuga pela permanência, também não há novidades.




- Mitroglou
O jogo não foi muito fácil, mas Mitroglou decidiu o jogo. Fugiu à teia dos centrais do Braga, que estavam distraídos e fez mais uma vez a diferença, depois d eter falhado escandalosamente na 1ª parte. O Benfica segue na frente.

- Otávio
Que excelente reforço para o FC Porto, onde a miudagem marcou golos: André Silva, Rúben Neves e Jota. Jogo fácil para o Porto que pode descansar Danilo e Brahimi.

- Rui Patrício
Grande exibição no jogo 400 frente ao Rio Ave. Teve que se aplicar e mostrar o porquê de ser campeão europeu. Alan Ruiz marcou pelo 3º jogo consecutivo, começando a justificar os milhões que foram gastos na sua exibição. Paulo Oliveira fez uma boa exibição, enquanto Jefferson esteve apagado.

- Welthon
O brasileiro que o Paços de Ferreira foi contratar ao Brasil, tem estado a ser potenciado por Vasco Seabra. Já é o 3º melhor marcador do campeonato e o abono do Paços que está a fazer uma época muito intermitente, mas lançado para a permanência.

- Iuri Medeiros
Miguel Leal sabe tirar partido de Iuri Medeiros, devendo-se em grande medido ao jovem do Sporting a época muito acima do habitual que o Boavista está a protagonizar. A sua continuidade foi, sem dúvida, o melhor reforço de Inverno. Permanência à vista.




- Sp. Braga
O Braguinha demonstrou mais uma vez a sua incapcidade de surpreender, sendo fraco.
Pedro Santos acertou alguma vez com a baliza?
O que se passou com os defesas no golo de Mitroglou?
O que esteve a fazer Assis tanto tempo no chão?
Para um 4º classificado esperava mais.

- V. Guimarães
Primeiro a suspensão de  Marega, depois a saída de Soares (um plano B melhor que o plano A). Agora é necessário recorrer ao plano C. É natural que a equipa se ressinta nos resultados. Para já vai-se aguentando no 5º lugar, desperdiçando oportunidades de subir ao 4º lugar.

- Tondela
A expulsão de Osório não ajudou o último classificado. A concorrência pontuou toda. Já são 5 pontos de diferença.

- Rio Ave
Jogou muito bem, mas perdeu o jogo. Cansou-se desnecessariamente.

Rui Vitória 
(Benfica)

2ª Liga 16/17: 28ª Jornada

Que coisa tão estranha: mesmo empatando, o Portimonense de Vítor Oliveira ganha distância para a concorrência. Mesmo perdendo à vários jogos, o D. Aves mantém 9 pontos de distância. 
Se na frente, as coisas parecem entregues a Aves e Portimonense, no fundo da tabela, as coisas andam bem animadas. Nesta jornada, houve 6 empates e dos aflitos apenas Ac. Viseu e Famalicão venceram. Esses são os grandes beneficiados da jornada.




- Competição no fundo da tabela
Todas as jornadas há equipas que entram e saem da zona de descida. Esta não foi exceção. Está a ser bem quentinho e cheira-me que ainda vai haver mais dança de treinadores.
Aliás, é curioso que a distância pontual entre o 17º (33 p) e o 3º (44 p) é só 11 pontos.

- Hélder Cristóvão
Teve que refazer o onze devido às ausências para a Youth League e encontrou alternativas nas segundas linhas da equipa B. Venceu com classe o Freamunde, sendo a equipa B melhor classificada. Muito mérito do treinador.

- Xadas
O jovem de 19 anos do Sp. Braga proveniente dos seus juniores é uma das figuras deste campeonato e da boa época que a equipa de Abel Ferreira está a fazer. Tornou a ser decisivo, num campo difícil. Uma das revelações do campeonato.

- Carlão
O brasileiro está de volta. Deu nas vistas no Leiria e tem andado perdido por várias equipas da IIª Liga. Agora parou em Famalicão e bisou. Uma vitória muito importante para o Famalicão de Nandinho que tenta, tenta e nunca sai da zona perigosa.

- Francisco Chaló
Grande trabalho que está a fazer na recuperação do Viseu, mesmo tendo um dos planteis mais fracos do campeonato. Creio que é a primeira vez que sai da zona perigosa. Vitória muito importante frente ao difícil Aves.

- Vizela
Rui Quinta tem a difícil herança de manter o bom registo de Ricardo Soares. Não tem sido fácil porque a concorrência não facilita, mas tem-se aguentado. Empatou com um golo do jovem emprestado pelo Moreirense João Sousa.

- Luís Martins
Contratação muita falada durante a semana e apesar de não ter ganho empatou. Olhando para o onze, vemos muitas diferenças para os de João de Deus (que confirma a tese de que inicia bem as épocas, mas nunca as consegue acabar devido aos maus resultados). Já se vêm jogadores da formação e mais conhecidos da 2ª Liga.




- D. Aves
Está numa onda de maus resultados. Esta semana tornou a perder, mas a concorrência ajuda, pois também perde.

- Académica
Outra equipa num mau momento de forma. Nota-se a saída de Marreco e o desinvestimento no plantel. A subida já não é objetivo. Será Costinha o próximo a sair? Desta vez, não será justo. Nota positiva para a entrada aos 69' de André Vidigal.

- Santa Clara
Volta Daniel Ramos. Alertamos várias vezes que o bom início de época seria sol de pouca dura e acertamos. Não tem argumentos para a subida e vive do que conquistou na primeira metade do campeonato.

- Penafiel 
Ainda não é esta época que se afirma, mas mérito para Paulo Alves que primado pela discrição. Um campeonato tranquilo, mas falta determinação na luta pela subida.

- Freamunde
Mais uma derrota forasteira que atrasa a equipa. Valha que os adversários também marcaram passo.

- Fafe
Azar no regresso ao seu estádio.

Hélder Cristóvão
(Benfica B)

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Liga NOS 16/17: 21ª Jornada

Nesta jornada, os grandes cumpriram, enquanto Nacional e Tondela afundaram-se na tabela classificativa com a fuga do Estoril. Por outro lado, o Moreirense mostrou ao Arouca o que é atitude e raça.




- Benfica
Um passeio frente ao apático Arouca. Jogo desinteressante e demasiado fácil.Mitroglou bisou a Carrillo apareceu. O jogo ficou ainda marcado pela expulsão de Ederson e pela repetição da titularidade de Zivkovic. Nas laterais André Almeida foi encostado por Eliseu e Semedo, mas este jogo não deu para testar os centrais.

- Sporting
Jogo difícil em Moreira de Cónegos. A vitória foi difícil mas apareceu. Daniel Pondence, que se dá bem com os ares do Norte, foi decisivo no 2º golo convertido por Das Boost. Já Adrien fez uma grande jogada e conclusão no 3º golo. Mérito ainda para Alan Ruiz que marcou o primeiro. Palhinha ainda teve direito a uns minutinhos para recuperar.

- Soares
Tornou a decidir mais um jogo pelo FC Porto, desta vez num terreno muito difícil contra a sua ex-equipa. O FC Porto não deslumbrou e André Silva tornou a ficar em branco. Jota, que tinha andado apagado, mostrou que é parte ativa na equipa. André André recuperou a titularidade.

- Augusto Inácio
Perdeu o jogo, mas apresentou uma equipa como deve ser em campo: com raça e a discutir os pontos. Muitas equipas, entre as quais o Arouca, deveriam pôr os olhos nesta atitude.

- Feirense
Não deslumbrou, só ganhou de grande penalidade e ainda teve um jogador expulso. Na luta  pela permanência, o que interessa são os pontos e Nuno Manta está a cumprir.

- Estoril
Vitória muito importante frente ao adversário direto Paços. Licá marcou um mas falhou muitos outros, ficando demonstrado porque não singrou no FC Porto.

- Belenenses
Campeonato muito regular dos homens do Restelo. Discretos e tranquilos na tabela.





- Arouca
Detestei a atitude derrotada com que se apresentou na Luz. Não discutiu o jogo. É este tipo de equipas que justifica os argumentos de todos os críticos do campeonato a 18 equipas. Estes jogos não acrescentam nada ao futebol português. Lito Vidigal habituou-nos a melhor.

- Sp. Braga
A imprensa associa o péssimo momento do Sp. Braga à ausência da titularidade de Artur Jorge e a verdade é que o Sp. Braga não ganha. Jorge Simão trouxe azar à equipa. O 3º lugar já é miragem. Uma nota positiva para a titularidade de Gamboa da equipa B.

- Tondela
Jogou bem e tal, mas perdeu o jogo. A permanência está cada vez mais difícil, mas o plantel nem é mau.

- Nacional
Mais um jogo em casa sem vencer. A distância para a permanência aumentou e as perspetivas não são boas.

Jorge Jesus
(Belenenses)

2ª Liga 16/17: 26ª Jornada

Mais uma jornada de passeio para o Portimonense e D. Aves que, mesmo sem jogar ou a perder, mantém as distâncias para o 3º lugar. Uma maravilha! No fundo da tabela, jornada de convergência. Os últimos venceram (Olhanense e Freamunde), caindo em zona de desgraça novamente o Leixões. Já o Fafe, perante estádio renovado e cheio, desiludiu todos os que enfrentaram o mau tempo. Duas notas ainda para os confrontos sempre de evitar entre adeptos na Póvoa e para o despedimento de Sérgio Bóris.





- Bruno Saraiva
Positiva a estreia do treinador algarvio que já sabe ao que vem no Olhanense. O estádio do seu adversário estava cheio de apoiante da equipa da casa e o Olhanense surpreendeu. Com o seu antecessor, também Bruno, mas com nome de rei mago, foi igual, mas foi sol de pouca dura. Olho para os jogadores do Olhanense e reconheço muito poucos (Cristian Afonso, Paulão e Galassi). Mau sinal ...

- Famalicão
Na fuga aos lugares de descida venceu em casa o Sp. Braga. Marreco esteve no onze mas não marcou, sendo Feliz a bisar. Nota para o adversário que ficou com dez ao 55 minutos.

- Varzim
Mais uma vitória num jogo difícil. O jogador da formação, Rui Costa, marcou.

- Benfica B
Saiu a revelação João Carvalho, surgem outras como Diogo Gonçalves ou Pedro Rodrigues. Mérito de Hélder Cristóvão que manteve o nível.

- Freamunde
Ainda a respirar, tem conseguido bons resultados em casa. Vitória importante frente ao FC Porto B. Mais, numa SAD de investidores argentinos, o onze inicial foi composto só por jogadores portugueses, onde constam jogadores como Rui Sampaio, Leandro Pimenta, Diogo Valente e Miguel Pedro.





- Fafe
Estádio renovado e cheio, mas incapacidade de ultrapassar o último. Assim, vai ser difícil.

- Investidores chineses do Cova da Piedade
Não percebi a saída de Sérgio Boris. Que mais se pode exigir ao treinador?
Não haverá mais olhos que barriga?

- Competitividade na frente
Se no fundo o campeonato está quente, na frente está desinteressante. A distância de Aves e Portimonense é tão grande que a concorrência já atirou a toalha ao chão.

- Sporting B
Já falamos na jornada passada aqui. Uma equipa estranha, sem referências e sem jogadores nacionais das camadas jovens. Não sabemos se era esse o objetivo de uma equipa B e os resultados falam por si.

- FC Porto B
Desde que Luís Castro saiu que a equipa tem entrado numa espiral de maus resultados. Falta alguma consistência no meio campo, pois os únicos jogadores conhecidos que jogaram foram Rui Pedro, Fonseca, Dalot, Graça e Ramos. Quem é o Wanderson que foi titular?

- Académica
Porque foi dispensado Marreco? A alternativa são os juniores? Se é assim, então não se pode assumir como candidato à subida.

- Violência nas bancadas
Sempre condenável.

 Bruno Saraiva
(Olhanense)

sábado, 11 de fevereiro de 2017

Clausula de compra obrigatória de Oliver Torres

Não dá para perceber porque razão o FC Porto estabeleceu uma clausula de compra obrigatória de 20 Milhões por um jogador.

O tempo não é bonança nas finanças portistas com prejuízos históricos, sem resultados desportivos e com a banca com a torneira fechada. Tem valido a boa campanha na Liga dos Campeões. Daí que se ache estranho um valor tão elevado e se questione como pode a estrutura portista contratualizar um valor tão elevado numa compra obrigatória.

Será que não se aprendeu nada com Imbula?
Será que Oliver Torres vai ser o próximo a sair para se arranjar dinheiro para o pagar?

domingo, 5 de fevereiro de 2017

2ª Liga 16/17: 25ª Jornada

Está quentinho o campeonato na luta pela permanência. Após muita luta, o Leixões de Kenedy saiu da zona de descida. Na frente, o passeio do Portimonense e D. Aves continua.




- Leixões
Excelente trabalho de Daniel Kenedy ao ressuscitar uma equipa que parecia moribunda e condenada. O veterano Bruno China e o reforço Tino marcaram os golos que permitem a Paulo Lopo e respetivos investidores dormir melhor.

- Varzim
João Eusébio está fazer um belo segundo terço do campeonato. Apesar de discordar desta situação (um coordenador de projeto de formação não deve estar tão exposto nem assumir dupla função), a verdade é que a permanência está cada vez mais perto de alcançar.

- Allan Junior
Não jogar na própria cidade é um problema, mas o Fafe tem feito das fraquezas, forças. Allan Júnior tornou a bisar e concorre na lista de melhores marcadores.




- Jogar à defesa
Foi assim que Costinha e Vito Oliveira se apresentaram em campo. Ninguém queria perder, mas este empate beneficia mais o Portimonense. Um passeio para os algarvios.

- Ac. Viseu
Perdeu em casa frente a uma das piores equipas da prova. Pior, a concorrência pontuou toda.

- João de Deus
Até vi duas vezes o onze do Sporting B. Quantos jogadores existem mesmo da formação? 5
Este onze inicial não tem nada a haver com aquilo que se pretende de uma equipa B de Sporting... uma série de desconhecidos que nunca chegarão à equipa A. Não percebo esta política ...
Mesmo a jogar contra 10 do Famalicão, a equipa não foi capaz de ganhar.

- Indisciplina do Famalicão
Ou é impressão minha ou o Famalicão é a equipa mais indisciplinada do campeonato? Todas as semanas há histórias disciplinares. Nandinho deve estar a concorrer com Petit...

- Olhanense
Mais uma derrota, estádio vazio, equipa sem alma... O Olhanense está a fazer o mesmo percurso infeliz do Atlético na época passada. Só muda a nacionalidade do investidor.

Daniel Kenedy
(Leixões)

Soares e Casillas decidem o clássico

O FC Porto venceu, na sua casa, o clássico contra o Sporting.
Os destaques vão para os erros no onze inicial de Jorge Jesus (ninguém percebeu as suas escolhas) e para Casillas e o super-reforço Soares.

Comecemos pelos vencedores.
Nuno Espírito Santos perante a lesão de Otávio e o apagamento de Herrera e Jota, trouxe para o onze Brahimi e o reforço Soares. A aposta revelou-se certeira. Efetivamente Soares fez um jogo de sonho ao bisar. Mas se na frente o brasileiro brilhou, mais atrás Casillas foi vital. Embora no golo sofrido pudesse ter feito mais, segurou os três pontos no último minuto de jogo.
Muito apagados estiveram André Silva e Torres.

Quanto aos vencidos, Jorge Jesus tem culpas. Não vale a pena atirá-las para Palhinha. Porque apostou em Matheus Pereira no onze inicial se nos outros jogos todos nunca apostou no miúdo? Será para ter um bode expiatório? Palhinha teve culpas no 1º golo, mas Zeeglar não ficou atrás. Desta vez, nem vale a pena culpar a arbitragem. JJ montou mal a equipa.

O FC Porto chega a liderança, mas a dúvida é: conseguirá Soares manter este ritmo até ao fim da temporada ou foi fogo de vista?

domingo, 29 de janeiro de 2017

Moreirense vence Taça da Liga 16/17



Foi de penalty, mas foi justo. O Moreirense foi a melhor equipa em campo e aquela que procurou ganhar o jogo. Para esta vitória, o Moreirense bem pode agradecer ao Sporting o empréstimo de alguns jogadores.

Uma final contrariada

Um flop para a Liga de Clubes a final desta Taça da Liga. Nenhum dos grandes está presente, cabendo as festividades ao Braga - Moreirense. Olhando para o cenário, a localização e hora do jogo é a pior.
Se o calendário é difícil de mudar, porque não se puxava o jogo para a tarde?

Amanhã é dia de trabalho no Norte, o que impede grandes viagem.
Se a Liga pretendia fazer deste o campeão de Inverno porque não puxou esta final-four para Dezembro quando há pausas escolares? Em 2017, tem de mudar.

Olhando para o jogo, o Sp. Braga reafirma aqui a sua ascenção, pois é a 4ª época consecutiva que está numa final. Tem treinador e reforços novos, escolhidos a dedo e com André Pinto a ser a primeira vítima. É o favorito.
O Moreirense fez o que ninguém faz frente ao Benfica: acreditar que é possível vencer. Mas atenção, desta equipa, apenas Daniel Pondence e Francisco Geraldes são acima da média e fazem a diferença.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Liga NOS - 18ª Jornada

Nesta jornada, FC Porto e Benfica descolaram para os dois primeiros lugares, enquanto Sporting e Braga atrasaram-se na luta de objetivos mais ambiciosos. Nos lugares de baixo, destaco a fuga do Feirense e Moreirense aos lugares de aflição.

 



- Pizzi
Grande jogo frente ao Tondela. Um bis de um jogadores mais influentes do Benfica. Destaco ainda o primeiro golo de Rafa. O Benfica segue embalado frente ao tetra.

- Danilo
Um dos melhores jogos do médio na temporada e no FC Porto.
Destaco ainda as assistências de Alex Teles, mais um golo do miúdo Rui Pedro e o mau jogo de Miguel Layun. Casillas tornou a desiludir.

- Iuri Medeiros
Jogador muito influente no Boavista que mereceria mais que lutar pela permanê
ncia. Neste momento é o abono de família dos axadrezados, que seguem embalados para a permanência. Porém, ainda há muito campeonato pela frente.

- Moreirense
Também vai sobrevivendo graças à influência de dois jogadores emprestados pelo Sporting: Francisco Geraldes e Daniel Pondence. Nesta jornada conquistou uma importante vitória.

- Daniel Ramos e Dyego Sousa
Grande trabalho de ambos no Marítimo e na recuperação da equipa.

- Feirense
Vitória MUITO importante frente ao Estoril. Ainda há muita luta pela frente.

- V. Guimarães
Regressou às vitórias no derby minhoto. Soares reafirma-se como fundamental nesta equipa.




- Sporting
Continua a maré de maus resultados, com um empate comprometedor frente ao Marítimo e em que Rui Patrício borrou a pintura. Bas Dost afirma-se com um excelente reforço.

- Jorge Simão
Ainda não convenceu no Sp. Braga. Perdeu o derby minhoto apresentando uma equipa incapaz de ultrapassar as adversidades.

- Pedro Carmona
Não percebi nem percebo a aposta neste treinador/diretor desportivo. A equipa afunda-se a cada jornada. Porque não contratam um treinador português e apostam no jogador português?


Pedro Martins
(V. Guimarães)